Translate Plugin made by Free Rider 2

PNBL: Com menos recursos, Telebras amplia papel do satélite

- Luís Osvaldo Grossmann - Convergência Digital – 15/08/2012
Apesar das promessas do governo federal de que não faltará recursos à Telebras, a redução no valor disponível para investimentos já levou a estatal a redimensionar a rede que, esperava-se, atenderia 4,2 mil municípios do país até o fim de 2014.
A meta continua, mas o tipo de atendimento mudou. “Por conta de cortes, teremos que atender mais cidades com o satélite. Serão cerca de 2 mil”, explicou nesta quarta-feira, 15/8, o presidente da Telebras, Caio Bonilha, ao participar de um debate sobre redes durante o Fórum RNP, que discute TICs.
Originalmente, a estatal estimava investimentos que chegariam a R$ 2 bilhões ao longo de 2013 e 2014. Para o ano que vem, o valor já caiu, conforme revelou o ministro Paulo Bernardo ao Convergência Digital. Ainda nesta quarta, Bonilha volta a se reunir no Palácio do Planalto para tratar de recursos.
“A ideia inicial era atendermos as cidades até 100km da rede da Telebras. Por questões de recursos, reduzimos para 50km”, disse Bonilha. Com a redução dessa “cota” de conexões por fibra/rádio, o papel do satélite geoestacionário, a ser lançado em 2014, cresceu.
O plano previa que o satélite teria papel preponderante nas conexões da Região Norte, onde as dificuldades para implantação da rede física são maiores. Até ali, previa-se que caberia ao satélite atender 1,2 mil cidades. Como revelou o presidente da Telebras, pelo menos outras 800 cidades foram incluídas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>